NETCult

Núcleo de Estudos Transculturais


O Núcleo de Estudos Transculturais (NETCult), criado em Novembro de 2010, resulta da vontade manifestada por diversos investigadores das principais áreas de pesquisa do CEHUM (Ciências da Cultura, Ciências da Literatura, Ciências da Linguagem e Filosofia) em criar um espaço comum de reflexão e de estudo pautado por uma perspetiva explicitamente transcultural que é inerente à escola e/ou ao centro de investigação a que pertencem. Por conseguinte, espera-se que o NETCult venha a funcionar quer como um fator agregador da investigação que os seus membros têm vindo a produzir quer como um impulso para futuros projetos em que possam confluir, de forma transversal, diversos saberes e especialidades assentes em metodologias inovadoras e consistentes.

Dando expressão à matriz vincadamente transnacional e multicultural da escola e do centro de investigação em que o NETCult se insere, os seus membros, aos quais mais investigadores poderão vir a juntar-se, provêem dos diversos departamentos de línguas e culturas que compõem o Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH), nomeadamente dos departamentos de Estudos Portugueses e Lusófonos (DEPL), de Estudos Românicos (DER), de Estudos Ingleses e Norte-Americanos (DEINA) e de Estudos Germanísticos e Eslavos (DEGE).

A configuração transdepartamental, multilingue e pluricultural do NETCult não só facilita como potencia a reflexão teórica e o desenvolvimento de trabalhos de investigação sobre os mais diversos fenómenos transculturais com recurso a metodologias, por inerência, inter e transdisciplinares.

Numa "cultura-mundo" (Lipovetsky/Serroy) progressivamente cunhada por uma mobilidade global, física e telemática, de bens, pessoas e ideias que destabiliza todas as espécies de fronteiras nacionais e socioculturais, as referidas características do NETCult fornecem, à partida, excelentes condições para visar, como principiais objetos de estudo e reflexão, entre outras, as seguintes temáticas de investigação:

  • diversidade e multidimensionalidade de fenómenos migratórios;
  • imagologia intercultural;
  • mnemo-grafias e cartografias interculturais;
  • representações inter e transmediais da viagem e dos contactos entre culturas;
  • história cultural do turismo;
  • análise de discursos de identidades nacionais, regionais e culturais numa perspetiva transhistórica, transnacional e transcultural;
  • estudos comparados de historiografias nacionais e memórias culturais (ícones coletivos, mitos fundacionais, etc.);
  • processos transnacionais de produção, exibição e receção de artefactos culturais (literatura, filmes, arte, música, publicidade, etc.)
  • escrita transcultural (literatura de migrantes; narrativas de viagem; literatura de minorias regionais, etc.);
  • experiências e representações do exílio e da diáspora;
  • intertextualidade e intermedialidade;
  • tradução intercultural.

Para além do desenvolvimento de projectos de investigação nas áreas supramencionadas, que encontrarão a sua expressão sob a forma de organização de colóquios e publicações de índole diversa, o NETCult tem como objetivo não só procurar o intercâmbio nacional e internacional com outras comunidades científicas dedicadas aos estudos transculturais, como divulgar os resultados das suas pesquisas e propor projetos de cooperação às comunidades não académicas. Neste sentido, procurar-se-ão estabelecer parcerias e protocolos diversos com os pelouros da cultura de entidades autárquicas, principalmente com as câmaras municipais da região de conhecimento em que se insere a Universidade do Minho, assim como com associações culturais e grupos afins que partilhem os interesses do NETCult.

O primeiro projeto do NETCult, atualmente em curso, consiste na elaboração duma antologia multilingue e transhistórica dedicada ao tema: «O Minho (d)escrito por estrangeiros».


Coordenador:
Mário Matos

Membros CEHUM:
Investigadores seniores:
Carlos Pazos; Georgina Abreu; Fernando Machado; Giovanni Tedesco; Idalete Dias; Jaime Becerra Costa; Joanne Paisana; Jorge Pereira; Manuel Gama; Margarida Pereira; Maria Manuela Silva; Mário Matos; Nadejda Machado; Orlando Grossegesse; Paula Alexandra Guimarães; Sérgio Lorré Vieira Pinto; Virgínia Pereira Soares
Investigadores juniores:
Andreia Galvão; Andreia Sarabando; José Marques Fernandes; José Luís Pimenta Lopes; Luís Miguel Teixeira Pereira; Tiago Cerejeira Fontes