Acílio da Silva Estanqueiro Rocha

Edit

Contactos

Instituto de Letras e Ciências Humanas
Universidade do Minho
Campus de Gualtar
4710-057 Braga


E-mail: Erro: Browser não suporta Javascript

Página Web: http://aciliorocha.wix.com/rocha


Categoria Profissional

Professor Emérito da Universidade do Minho


Actividade Profissional

Investigador do Centro de Estudos Humanísticos, do Instituto de Letras e Ciências Humanas, da Universidade do Minho, integrado no Grupo de Investigação de "Filosofia e Cultura".


Qualificações Académicas

Provas de Agregação, na Universidade do Minho, no grupo de Filosofia, nos dias 17 e 18 de Março de 1994, tendo sido aprovado por unanimidade.

Doutoramento em Letras, especialidade de Filosofia Moderna e Contemporânea, efectuado na Universidade do Minho, em 26 de Outubro de 1984, com a apresentação e defesa da tese Problemática do estruturalismo: linguagem, estrutura, conhecimento, tendo sido, “por unanimidade, aprovado com distinção e louvor”.

Doctorat en Philosophie, na Universidade de Sorbonne (Paris I), em 20 de Outubro de 1982, com a apresentação e defesa da tese Coder et décoder: sur le structuralisme de Lévi-Strauss, em que obteve a classificação de “Très Bien”.

Certificat d'Université de Science Politique + Certificat Complémentaire du Certificat de Science Politique, concluído em Julho de 1976, no Departamento de Ciência Política da Universidade de Sorbonne (Paris I).

Diplôme d'Études Supérieures Approfondies (D.E.A.), na especialidade Histoire des Systèmes de la Pensée Moderne, em Julho de 1975, na Universidade de Sorbonne (Paris I), que culminou com a defesa da dissertação Le structuralisme de Lévi-Strauss ou l'esthétique du décodage (com a menção “Très Bien”).

Licenciatura em Filosofia, com a classificação final de 17 (dezassete) valores, em 1973, na Faculdade de Filosofia de Braga da Universidade Católica Portuguesa, que culminou com provas finais (escrita e oral) de Licenciatura (“De Universa”) com a classificação de 18 valores e apresentação e defesa de dissertação de Licenciatura com a classificação de 17 valores.



Áreas de Investigação de Interesse

Filosofia Contemporânea e Filosofia Política.


Projectos de Investigação

Projectos inseridos nas seguintes duas Linhas Temáticas do Grupo de Investigação de "Filosofia e Cultura" do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho:
Teoria Política: O objectivo é analisar algumas das concepções de soberania, na sua emergência e no seu apogeu, em conexão com a configuração do Estado moderno, atendendo também ao modo como algumas delas impregnaram certas mutações sociopolíticas, e indagar a tipologia de soberania que enforma a União Europeia, que se caracteriza como “soberania complexa”.

Filosofia Moderna e Contemporânea - "Entre estruturalismo e neo-estruturalismo: o 'Trabalho de Penélope'": Partindo da análise do paradigma estruturalista de inteligibilidade, em que a obra de Lévi-Strauss surge como expressiva desse modelo, pretende mostrar-se como o estruturalismo de alguns autores influentes (Lacan, Foucault, Althusser) se metamorfoseou num peculiar neo-estruturalismo, com afinidades com a obra de Derrida, cujas modulações filosóficas se pretende perscrutar.



Publicações

Incluem-se as publicações em (1) livros e capítulos de livros, (2) artigos em revistas, (3) “entradas” em enciclopédias:

1. Livros / Capítulos de livros

Europa, cidadania e multiculturalismo (org.). Braga: Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 2005, 343 pp. [Edição patrocinada por INTERREG A Portugal - Espanha / Subprograma Galiza - Norte de Portugal].

Justiça e direitos humanos (coord.). Braga: Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 2001, 286 pp.

Problemática do estruturalismo: linguagem, estrutura, conhecimento. Lisboa: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1988, 497 pp. (esgotado, 2ª ed. em preparação).

“De la diversité culturelle à l'interculturalisme”, in Jean Ferrari, Roberto Formisano, Maurizio Malaguti (dir.), L’action: penser la vie, ‘agir’ la pensée, Actes du XXXIIIe Congrès International de l’Association des Sociétés de Philosophie de Langue Française (ASPLF), Paris, J. Vrin, 2013, pp. 563-567.

“A Universidade, aquém e além das crises”, in Marcelino Agís Villaverde et al. (coord,), A Universidade: raíces historicas e desafíos de futuro [Homenaxe aos Profesores César Raña Dafonte, Ángel González Fernández, Jesús Ríos Vicente e José António Fidalgo Santamariña]. Santiago de Compostela: Xunta de Galicia, 2013, pp. 211-222.

Direitos humanos, entre filosofia e política (15/10/2013), no XIII Simpósio Ibero-Americano de Filosofia Política, que teve por tema “Liberdade e Poder no Mundo Contemporâneo”, no “Grupo de Trabalho 6 – Direitos Humanos e Realismo Político”, que coordenou conjuntamente com o Professor João Rosas, que se realizou em Juiz de Fora, Brasil, de 14 a 16 de Outubro de 2013.

“Bobbio: da correlação liberdade-igualdade ao imperativo de ‘igual liberdade’”, in Giuseppe Tosi (org.), Norberto Bobbio: democracia, direitos humanos, paz e guerra, vol. 2, João Pessoa, Editora da UFPB [Universidade Federal da Paraíba], 2013, pp. 589-630.

“A Filosofia para além da Academia”, Diacrítica, Série “Filosofia e Cultura”, Revista do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 26 (2) 2012, pp. 15-41.

“A Universidade, entre autonomia e heteronomia”, Scientia Iuridica - Revista de Direito Comparado, Português e Brasileiro, 61 (328) Janeiro-Abril 2012, pp. 7-37.

“Natureza e Cultura no pensamento de Lévi-Strauss’”, in Francisco Javier Barcia González (ed.), A Razón Ecolóxica, Universidade de Santiago de Compostela, 2011, pp. 21-42.

“Uma aposta pela utopia em redor de uma aliança de valores”, in Javier Barcia González (ed.), Fidelidade á Terra [homenagem ao Prof. Xosé Luis Barreiro Barreiro], Santiago de Compostela, Universidade de Santiago de Compostela, 2011, pp. 55-77.

“Direitos humanos e globalização”, in Emilio Santoro et al. (org.), Direitos humanos em uma época de insegurança. Porto Alegre: Editorial Tomo, 2010, pp. 295-318.
http://hdl.handle.net/1822/11597

“União Europeia, uma ‘revolução cosmopolita silenciosa’”, Debater a Europa [II Seminário de Verão sobre “25 anos de Integração Europeia”], Periódico do CIEDA em parceria com o CIEJD, nº 2-3, Janeiro-Dezembro 2010, pp. 6-24.
http://www.europe-direct-aveiro.aeva.eu/debatereuropa/images/n2-3/europa%20cosmopolita.pdf

“Filosofia e Republicanismo em Cícero”, in Virgínia S. Pereira (org.), O Além, a Ética e a Política: em torno do Sonho de Cipião. Braga, Centro de Estudos Humanísticos / Edições Húmus, 2010, pp. 9-29.
http://hdl.handle.net/1822/11546

“Après le Traité de Lisbonne: Quel avenir? Quelle Europe?”, in Yuriy M. Pochta, Maria. M. Mchedlova (eds.), Vectors of the Post-Crisis World: New Models of Public Policy. Moscow: Peoples’s Friendship University of Russia, 2010, pp. 144-149 [texto em francês e russo].

“Lacan no ‘estádio do espelho’ hegeliano”, in Leonel Ribeiro dos Santos (coord.), Razão e Liberdade [homenagem ao Prof. Manuel J. Carmo Ferreira], Lisboa, Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2010, vol. II, pp. 1423-1446.
http://hdl.handle.net/1822/10558

“Entre inteligibilidade estrutural e dialéctica”, in A. Enrique Carretero Pasin y Juan R. Coca (eds.), Sociologías de los márgenes [Libro homenaje a Juan Luís Pintos de Cea-Naharro]. Huelva, Hergué Editorial, 2009, pp. 181-199.
http://hdl.handle.net/1822/10166

“Proudhon e o federalismo”, in Manuel Gama (coord.), Pierre-Joseph Proudhon: no bicentenário do seu nascimento. Braga, Centro de Estudos Lusíadas da Universidade do Minho, 2009, pp. 11-38.
http://hdl.handle.net/1822/10183

“O efémero e o profundo”, in Maria Zara Coelho (org.), Não poupes no semear [homenagem ao Prof. Aníbal Augusto Alves]. Braga: Centro de Estudos Comunicação e Sociedade / Universidade do Minho/Pé de Página, 2009, pp. 15-22.

“Em torno da pessoa humana”, in Que futuro para do Direito Processual Penal? [homenagem ao Professor Figueiredo Dias]. Coimbra, Coimbra Editora, 2009, pp. 59-70.
http://hdl.handle.net/1822/8810

“Direitos fundamentais e perspectivas filosóficas no pensamento ocidental”, in Actas das Segundas Jornadas de Direito e Cidadania da Assembleia Legislativa de Macau, realizadas de 20 a 22 de Outubro de 2008.

“Para uma hermenêutica da ‘conversação europeia’”, Mundo da Vida - Racionalidade - Ciência, Actas do III Congresso Internacional da AFFEN e I Congresso Luso-Brasileiro de Fenomenologia, realizado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, de 5 a 8 de Dezembro de 2007 (no prelo).

“Democracia deliberativa”, in João Rosas (coord.), Manual de filosofia política. Coimbra, Livraria Almedina, 2008, cap. VI, pp. 130-175.

“Educação e cidadania”, in Pedagogia e educação em Portugal: séculos XX e XXI, Encontros de Outono. Vila Nova de Famalicão, Museu Bernardino Machado, 2008, pp. 315-334.

“Entre cultura e natureza: o “pensamento selvagem””, Revista Portuguesa de História do Livro, 11 (22) 2007, pp. 265

“Portugal: da ditadura à integração europeia e 20 anos na União Europeia”, in Rafael García Pérez e Luís Lobo-Fernandes (coord.), España y Portugal: veinte años de integración europea”, Fundación Galicia Europa/Universidad Internacional Menéndez Pelayo. Santiago de Compostela, Tórculo Edicións, 2007, pp. 3-36.
http://hdl.handle.net/1822/8758

“A filosofia, hoje…”, in F. J. Barcia González / Nel Rodríguez Rial (coord.), Desafíos do século XXI. Universidade de Santiago de Compostela, 2007, pp. 277-297.
http://hdl.handle.net/1822/9344

“Identidade, alteridade e hermenêutica: a exemplaridade do europeísmo de Ricoeur”, in Fernanda Henriques (coord.), A filosofia de Paul Ricoeur: temas e percursos. Coimbra: Ariadne Editora, 2006, pp. 53-74.
http://hdl.handle.net/1822/9329

“L’‘anthropologie structurale’, entre universalisme et relativisme”, in P. Billouet, J. Gaubert, N. Robinet et A. Stanguennec (eds.), L'homme et la réflexion”, Paris, Vrin, 2006, pp. 291-294.
http://hdl.handle.net/1822/8889

“Europa como ideosofema: paz, cosmopolitismo, federalismo”, in Europa: globalização e multiculturalismo. Vila Nova de Famalicão, Museu Bernardino Machado, 2006, pp. 17-74.

“Prefácio”, in Fernanda Henriques, Filosofia e literatura: um percurso hermenêutico com Paul Ricoeur. Porto: Edições Afrontamento, 2005, pp. 13-18.

“Sartre e Foucault: da linguagem à experiência radical, ou as aporias de um debate”, in Cassiano Reimão (coord.), Jean-Paul Sartre: uma cultura da alteridade – filosofia e literatura. Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, 2005, pp. 61-102.
http://hdl.handle.net/1822/9322

“Posfácio”, in: Isabel Camisão e Luís Lobo-Fernandes, Construir a Europa: o processo de integração entre a teoria e a história. Lisboa: Principia, 2005, pp. 247-253.

“Personalismo e Europeísmo: Pessoa, Cultura, Europa”, in José Luís Brandão da Luz (org.), Caminhos do pensamento – homenagem ao Professor José Enes. Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2005, pp. 181-192.
http://hdl.handle.net/1822/9328

“A ideia de Europa em Ortega y Gasset”, in Viriato Soromenho-Marques (coord.), Cidadania e construção europeia, prefácio do Presidente da República Jorge Sampaio. Lisboa: Museu da Presidência da República, 2005, pp. 119-136.

“Proémio”, in Lúcio Craveiro da Silva, Biobibliografia / Sobre a Universidade. Universidade do Minho, Centro de Estudos Humanísticos, 2004, pp. 9-55.

“Texto, escrita, tradução: no ‘rastro’ derridiano”, in Carlos M. Sousa e Rita Patrícia (org.), Largo mundo alumiado: estudos em homenagem a Vítor Aguiar e Silva. Braga, Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 2004, vol. I, pp. 21-47.
http://hdl.handle.net/1822/8759

“Religião, Ética e Política”, in A Igreja e o Estado em Portugal, Vila Nova de Famalicão / Museu Bernardino Machado, Editora Ausência, 2004, pp. 277-286.
http://hdl.handle.net/1822/9357

“As regiões no projecto da Europa Unida”, in Maria Xosé Agra Romero / Nel Rodríguez Rial (eds.), Galiza e Portugal: identidades e fronteiras, Universidade de Santiago de Compostela, 2003, pp. 187-230.
http://hdl.handle.net/1822/9342

“Sociabilidade e tolerância em Locke”, in António M. Martins (coord.), Sociedade civil entre miragem e oportunidade. Coimbra, Faculdade de Letras, 2003, pp. 43-82.
http://hdl.handle.net/1822/8756

“La question de la paix dans le cosmopolitisme des Lumières”, in W. Tega, G. Ferrandi, M. Malaguti e G. Volpe (eds.), La philosophie de la paix, t. I. Paris, Vrin, 2002, pp. 241-253.
http://hdl.handle.net/1822/9043

“O ideal da paz e o utilitarismo: o europeísmo de Bentham”, in J. M. Bermudo Ávila (ed.), M. Lavado Fau (coord.), Reptes de la razón pràctica: tolerància, pluralisme, banalitat. Barcelona, Universitat de Barcelona, 2002, pp. 469-488.
http://hdl.handle.net/1822/8822

“Europa, entre filosofia e política, em Ortega y Gasset”, in José L. Barreiro Barreiro / Luís G. Soto, Europa: mito e razón. Universidad de Santiago de Compostela, 2001, pp. 25-40.

“Pensar Krause hoje, ou pensar radicalmente a humanidade”, in O krausismo em Portugal. Braga, Universidade do Minho/Centro de Estudos Lusíadas, 2001, pp. 9-35.
http://hdl.handle.net/1822/9323

“Da Europa do mar à Europa-una”, in Poiética do mundo [homenagem a Joaquim Cerqueira Gonçalves]. Lisboa, Edições Colibri, 2001, pp. 721-733.

“Das exigências do humanismo à Europa-Una”, in Globalizzazione e umanesimo latino, vol. I. Treviso, Fondazione Cassamarca - Unione Latini nel Mondo, 2000, pp. 356-371.
http://hdl.handle.net/1822/9338

“Le structuralisme et l'exigence critique: du sens de l'intelligibilité à l'intelligibilité du sens”, in E. Chitas e D. Losurdo (coord.), Abstrakt und Konkret: Zwei Schlüsselkategorien des Zeitgenössischen Denkens. Frankfurt am Main, Peter Lang, 2000, pp. 41-60.
http://hdl.handle.net/1822/9290

“Métaphysique et utopie: la réflexivité de la pensée et le discours de l'imaginaire”, in Luc Langlois e Jean-Marc Narbonne(eds.), La métaphysique: son histoire, sa critique, ses enjeux. Paris, Vrin, 2000, pp. 1016-1026.
http://hdl.handle.net/1822/8811

“Da filosofia em questão às questões da filosofia”, in Ensaios em homenagem a Joaquim Ferreira Gomes. Coimbra, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, 1998, pp. 683-697.
http://hdl.handle.net/1822/9324

“Da função semiológica à semântica: Lévi-Strauss e Ricoeur”, in Marcelino Agís Villaverde (org.), Horizontes de la hermenéutica, Universidade de Santiago de Compostela, 1998, pp. 105-119.
http://hdl.handle.net/1822/9355

“A política como ‘representação’ e ‘vontade’”, in Vítor Manuel de Aguiar e Silva, Acílio da Silva Estanqueiro Rocha, Norberto Cunha (orgs.), Homenagem a Lúcio Craveiro da Silva, Braga, Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho, 1994. pp. 9-27.
http://hdl.handle.net/1822/8739


2. Em Revistas

“A Universidade, entre autonomia e heteronomia”, Scientia Iuridica - Revista de Direito Comparado, Português e Brasileiro, 61 (328) Janeiro-Abril 2012, pp. 7-37.

“Sob o signo da memória…” [Prof. Lúcio Craveiro da Silva], Forum, Revista do Conselho Cultural da Universidade do Minho, nºs 44-45, 2009/2010, pp. 247-256.

“União Europeia, uma ‘revolução cosmopolita silenciosa’”, Debater a Europa [II Seminário de Verão sobre “25 anos de Integração Europeia”], Periódico do CIEDA em parceria com o CIEJD, nº 2-3, Janeiro-Dezembro 2010, pp. 6-24.
http://www.europe-direct-aveiro.aeva.eu/debatereuropa/images/n2-3/europa%20cosmopolita.pdf

“L’‘anthropologie structurale’ de Claude Lévi-Strauss, entre universalisme et relativisme”, MondesFrancophones.Com
http://mondesfrancophones.com/espaces/frances/l%E2%80%9Canthropologie-structurale%E2%80%9D-entre-universalisme-et-relativisme/

“Claude Lévi-Strauss, entre filosofia e antropologia (II)”, Brotéria, 171 (2/3) Agosto/Setembro 2010, pp. 177-184.

“Claude Lévi-Strauss, entre filosofia e antropologia (I)”, Brotéria, 171 (1) Julho de 2010, pp. 37-53.

“Acerca da gnoseologia de Lévi-Strauss: do sentido da inteligibilidade à inteligibilidade do sentido”, Diacrítica, Revista do Centro de Estudos Humanísticos, 23 (2) 2009, pp. 75-88.
http://hdl.handle.net/1822/10168

“O Professor Lúcio Craveiro da Silva”, Fórum [homenagem do Conselho Cultural], Braga, Revista do Conselho Cultural da Universidade do Minho, nº 42-43, 2009, pp. 9-18.

“Entre cultura e natureza: o ‘pensamento selvagem’”, Revista Portuguesa de História do Livro (número de revista comemorativa do centenário do nascimento de Claude Lévi-Strauss), Lisboa, Edições Távola Redonda, vol. XI, nº 22, 2008, pp. 225-265.
http://hdl.handle.net/1822/8720

“Existência, liberdade e dialéctica: no centenário do nascimento de Sartre”, Diacrítica, 19 (2), 2005, pp. 127-169.
http://hdl.handle.net/1822/8730

“A propósito dos 30 anos da Unidade de Educação de Adultos”, in Unidade de Educação de Adultos: percursos e testemunhos, Braga, Unidade de Educação de Adultos, 2006, pp. 108-113.

“A paz e a Europa cosmopolita”, Filosofia, São Leopoldo (Porto Alegre): Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), 6 (2) Maio - Agosto 2005, pp. 117-126.
http://hdl.handle.net/1822/9319

“O ‘trabalho de Penélope’: entre estruturalismo e neo-estruturalismo”, Diacrítica, Revista do Centro de Estudos Humanísticos, Série Filosofia/Cultura, 18 (2) 2004, pp. 9-54.
http://hdl.handle.net/1822/9330

“O ‘rapto de Europa’: hermenêutica e multiculturalismo”, Forum, Revista do Conselho Cultural da Universidade do Minho, Janeiro-Junho 2004, pp. 3-39.
http://hdl.handle.net/1822/9343

“A questão da ‘universalidade da hermenêutica’: controvérsia, aporias, pluridimensionalidade”, Phainomenon, Revista do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, nº 7, Outubro de 2003, pp. 53-86.
http://hdl.handle.net/1822/8812

“Filosofia da Europa: questões sobre a Europa”, Diacrítica, Série Filosofia/Cultura ["Questões sobre a Europa / A Justiça em Questão"], 17 (2) 2003, pp. 7-72.
http://hdl.handle.net/1822/9371

“Simbólico, linguagem e ética: Lacan, entre psicanálise e filosofia”, Revista Portuguesa de Filosofia [nº especial sobre "Filosofia e Psicanálise: Perspectivas de Diálogo"], 59 (2) Abril-Junho 2003, pp. 483-512.
http://hdl.handle.net/1822/9038

“A Universidade: memória e devir” [Editorial], Boletim, Universidade do Minho, nº 108, 24 Janeiro 2003.

“La Europa que viene: universalismo y diferencias”, Revista Internacional de Filosofía Política, Madrid, nº 19, 2002, pp. 109-128.
http://hdl.handle.net/1822/9289

“Filosofia e ideia de Europa: cosmopolitismo e paz no ‘Iluminismo’”, Revista Portuguesa de Filosofia, 58 (2) Abril-Junho 2002, pp. 223-254.
http://hdl.handle.net/1822/9039

“O ideal da Europa: Gadamer e a hermenêutica da alteridade”, Revista Portuguesa de Filosofia, 56 (3-4) Julho-Dezembro 2000, pp. 319-332.
http://hdl.handle.net/1822/9041

“Relativismo cultural vrs. Universalismo ético”, em Arquipélago ["Tendências Gerais da Ética na segunda metade do século XX"], Revista do Centro de Filosofia da Universidade dos Açores, nº 7, 2000, pp. 57-92.
http://hdl.handle.net/1822/8734

“‘Pedagogia social’ e europeísmo em Ortega y Gasset”, em Homenagem ao Prof. José Ribeiro Dias, Instituto de Educação e Psicologia/Universidade do Minho, 2000, pp. 247-262.

“A Universidade e as humanidades” (Editorial), Boletim, Universidade do Minho, nº 73, 10 de Novembro de 1999.

“Da linguagem à cultura: globalização e diversidades culturais”, VIII Encontro das Universidades de Língua Portuguesa, 2º vol., AULP, Centro Cultural da Universidade de Macau, 1998, pp. 463-475.
http://hdl.handle.net/1822/9282

“De la función semiológica a la semántica: Lévi-Strauss y Ricoeur”, Anthropos (nº especial sobre P. Ricoeur), Barcelona, nº 181, 1998, pp. 86-91.
http://hdl.handle.net/1822/8846

“Em torno da ‘Filosofia Social e Política’”, Diacrítica, nº 12, 1997, pp. 13-47.
http://hdl.handle.net/1822/8772

“Linguagem e europeísmo: babelização ou pluralismo linguístico?”, Diacrítica, nº 11, 1996, pp. 5-35.
http://hdl.handle.net/1822/8837

“Filosofia: a contemporaneidade de um saber”, Arquipélago/Filosofia [“A Filosofia no Mundo Actual”], Universidade dos Açores, Centro de Filosofia, nº 5, 1996, pp. 161-173.

“‘Perspectivas da prospectiva’: acerca da obra de Lúcio Craveiro da Silva”, Revista Portuguesa de Filosofia [Em homenagem ao Prof. Lúcio Craveiro da Silva] 52 (1-4), Janeiro-Dezembro 1996, pp. 1-26.
http://hdl.handle.net/1822/9374

“Jacques Derrida e a sobreabundância do significante”, O Escritor [Revista da Associação Portuguesa de Escritores], nº 6, Dezembro 1995, pp. 149-154.

“Estruturalismo e dialéctica”, Arquipélago/Filosofia [Em homenagem ao Professor Doutor Gustavo de Fraga], Universidade dos Açores, nº 4, 1995, pp. 9-47.
http://hdl.handle.net/1822/8757

“‘Genealogia’, poder e subjectividade: perspectivas e aporias em Foucault”, Diacrítica, nº 9, 1994, pp. 5-36.
http://hdl.handle.net/1822/8760

“Arte e estruturalismo”, Revista Portuguesa de Filosofia, 50 (1-3), Janeiro-Setembro 1994, pp. 379-395.
http://hdl.handle.net/1822/8894

“Pregnância lógica dos mitos: a via original de Lévi-Strauss”, Revista Portuguesa de Filosofia [nº especial - "Filosofia e Mito"], 48 (4) Outubro-Dezembro 1992, pp. 511-550.
http://hdl.handle.net/1822/8731

“Proudhon e o socialismo anteriano”, Revista Portuguesa de Filosofia [nº especial sobre "Antero de Quental"], 47 (2) Abril-Junho 1991, pp. 349-374.
http://hdl.handle.net/1822/8771

“Hermenêutica e estruturalismo”, Revista Portuguesa de Filosofia, 46 (1) Janeiro-Março 1990, pp. 87-124 [nº especial sobre "Paul Ricoeur"].
http://hdl.handle.net/1822/8718

“Linguagem e simbólico no estruturalismo de Lévi-Strauss”, Diacrítica [Revista do Centro de Estudos Humanísticos, Universidade do Minho], 1 (1) 1986, pp. 59-90.
http://hdl.handle.net/1822/9283

“Estrutura vrs. Dialéctica: a contemporaneidade de um debate”, Factos e Ideias [Revista do Centro de Estudos de Relações Internacionais, Universidade do Minho], 1 (1) 1985, pp. 201-236.

“O conhecimento à luz do método transcendental: uma via para a antropologia de Karl Rahner”, Revista Portuguesa de Filosofia, 40 (4), Outubro-Dezembro 1984, pp. 387-418.
http://hdl.handle.net/1822/8854

“Michel Foucault (1926-1984)”, Revista Portuguesa de Filosofia, 40 (3) Julho-Setembro 1984, pp. 322-326.

“O ‘Círculo de Viena’: doutrina e controvérsias” [Crónica sobre as "Jornadas Internacionais, realizadas em Paris, de 29 Setembro a 1 de Dezembro 1983], Revista Portuguesa de Filosofia, 39 (4) Outubro-Dezembro 1983, pp. 491-494.

“Acerca da dialéctica marxista: totalidade, sujeito e sociedade”, Revista Portuguesa de Filosofia [nº especial sobre "Marxismo II"], 35 (1-2) Janeiro-Junho 1979, pp. 67-92.
http://hdl.handle.net/1822/8813

“Estruturalismo, linguagem e antropologia”, Suplemento Bibliográfico da Revista Portuguesa de Filosofia, 10 (63-64) 1979, pp. 243-254.

“Dialéctica e ideologia em Althusser”, Revista Portuguesa de Filosofia ["Marxismo"], 22 (3-4) Julho-Dezembro 1976, pp. 305-324.
http://hdl.handle.net/1822/8815

“O estruturalismo de Lévi-Strauss: significação do ‘estrutural inconsciente’”, Revista Portuguesa de Filosofia ["Estruturalismo"], 22 (2) Abril-Junho 1976, pp. 171-206.
http://hdl.handle.net/1822/8719


3. Em Enciclopédias

“Biopolítica”, Dicionário de Filosofia Moral e Política, Lisboa: Instituto de Filosofia da Linguagem / Universidade Nova de Lisboa, 2005 (14 pp.).
http://www.ifl.pt/main/Portals/0/dic/biopolitica.pdf

Enciclopédia Luso-Brasileira de Cultura, Edição Século XXI. Lisboa / São Paulo, Ed. Verbo:
- “Foucault (Michel)”, t. 12, 1999, cols. 673-675 (actualização).
- “Lévi-Strauss (Claude)”, t. 17, 2000, cols. 959-965 (actualização).
- “Pré-lógico”, t. 23, 2002, cols. 1145-1146.
- “Sexto Empírico”, 2003.
- “Sistema”, t. 27, 2003, cols. 87-95 (actualização).

LOGOS: Enciclopédia de Filosofia Luso-Brasileira, Lisboa / São Paulo, Ed. Verbo:
Vol. 1, 1989:
- “Althusser (Louis)”, cols. 190-197.
- “Barthes (Roland)”, cols. 626-630.
- “Della Volpe (Galvano)”, cols. 1309-1312.

Vol. 2, 1990:
- “Estruturalismo”, cols. 315-327.
- “Foucault (Michel)”, cols. 692-699.

Vol. 3, 1991:
- “Lacan (Jacques)”, cols. 217-222.
- “Lévi-Strauss (Claude)”, cols. 274-279.
- “Lefebvre (Henri)”, cols. 320-329.
- “Mill (John Stuart)”, cols. 871-880.

Vol. 4, 1992:
- “Ross (William David)”, cols. 917-918.
- “Sistema”, cols. 1169-1179.
- “Socialismo”, cols. 1199-1208.

POLIS: Enciclopédia da Sociedade e do Estado, Lisboa / São Paulo, Ed. Verbo:
- “Estruturalismo”, vol. 2, 1984, cols.1234-1241.

Enciclopédia de Cultura Luso-Brasileira, Lisboa / São Paulo, Ed. Verbo:
- “Pré-lógico”, vol. 15, 1973, cols.895-896.
- “Ross, William David”, vol. 16, 1974, cols.895-896.
- “Sexto Empírico”, vol. 16, 1974, cols.1899-1900.



Orientação de Teses de Doutoramento

"A filosofia moral de David Hume", Mestre Alexandra Maria Lafaia Machado Abranches, assistente do Departamento de Filosofia (co-orientação de tese de doutoramento).

"“O si-mesmo como um outro e os animais” à luz da obra de Paul Ricoeur", Mestre Ana Lúcia Pedro da Cruz, assistente-convidada do Departamento de Filosofia (co-orientação de tese de doutoramento).



Outros Dados

TESES DE DOUTORAMENTO ORIENTADAS:
A problemática do sujeito à luz da teoria de Jacques Lacan, do Mestre José Filipe Duarte Pereirinha, Professor do quadro da Escola Secundária de Pedro Alexandrino (Lisboa), cujas provas se realizaram em 10 de Julho de 2009.

As máscaras transmontanas: dos contrastes antropológicos às confluências filosóficas, da Mestre Sofia Adriana Araújo Martins Maciel, da Secola Secundária de Monserrate (Viana do Castelo), que teve lugar em 4 de Maio de 2009.

A experiência estética e a questão da obra de arte: modernidade e desconstrução, doutoramento em Filosofia na area de especialização em Estética, do Mestre Carlos Manuel Teixeira França, que se efectuou em 11 de Setembro de 2006.

A reconstrução da Modernidade em John Dewey: contingência, razão e democracia, doutoramento em Filosofia, da Mestre Maria do Rosário Gambôa Lopes de Carvalho, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 1 de Junho de 2001.

Ética e psicanálise em Lacan: o desejo, o bem e a condição humana, doutoramento em Filosofia, especialidade de Ética, do Mestre José Manuel Rodrigues Alves, Universidade do Minho, em 12 de Julho de 1999.

Regionalismo e Estado das Autonomias, do Lic. Carlos Eduardo Pacheco Amaral, na Universidade dos Açores, cujas provas se realizaram em 14 de Fevereiro de 1998.

TESES DE MESTRADO ORIENTADAS:
A metáfora viva no discurso filosófico hermenêutico de Paul Ricoeur (16/04/2013), do Licenciado Érico Fumero de Oliveira, Mestrado em Filosofia (Filosofia Moderna e Contemporânea), no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho (orientador).

A Concepção da Prudência em Paul Ricoeur (21/07/2011), do Licenciado Luís Miguel Teixeira Pereira, Mestrado em Filosofia (Filosofia Moderna e Contemporânea), no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho (orientador).

Caminhos de Tolerância: de John Locke às Sociedades Plurais, da Licenciada Isabel de Fátima de Oliveira Andrade, Mestrado em Filosofia, área de especialização em Ética e Filosofia Politica, Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 20 de Abril de 2007.

A Democracia em Jean-Jacques Rousseau, da Licenciada Conceição Isabel Pinto Ribeiro, Mestrado em Filosofia, área de especialização em Ética e Filosofia Política, Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 19 de Abril de 2007.

Línguas e Culturas na Europa: a unidade na diversidade, da Licenciada Susana Margarida Loureiro da Silva, Mestrado em História das Instituições e Cultura Moderna e Contemporânea, Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 18 de Abril de 2007.

Liberdade e Dialéctica em Jean-Paul Sartre, da Lic. Eugénia Maria Gonçalves da Costa, Mestrado em Filosofia, área de especialização em Ética e Filosofia Politica, Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 11 de Dezembro de 2006.

A Tolerância no Pensamento de Locke: trajectórias de um pensamento, da Lic. Maria da Graça de Jesus Arribança, Mestrado em História das Instituições e Cultura Moderna e Contemporânea, Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, que teve lugar em 1 de Março de 2006.

Foucault e a reificação do “Theatrum Philosophicum”, do Lic. Nuno José Mendes Lopes, Mestrado em História das Instituições e Cultura Moderna e Contemporânea, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 7 de Julho de 2005.

O Pensamento Educacional de John Locke: empirismo, liberdade e educação, do Lic. Domingos Manso de Araújo, Mestrado Filosofia da Educação, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 14 de Março de 2003.

Herbert Alexander Simon: projecto de uma antropociência, do Lic. João Carlos Ribeiro Cardoso Mendes, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 12 de Março de 2003 (co-orientador).

Educação e Vida em Ortega y Gasset: dos pressupostos filosóficos à pedagogia, do Lic. Manuel de Jesus Ribeiro Ferreira, Mestrado em Filosofia da Educação, na Universidade do Minho, em 29 de Novembro de 2001.

Analítica e amplitude das metáforas em Foucault: de “A vontade de saber” ao “Cuidado de si”, da Lic. Ana Paula Ribeiro Cabeça Santos, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 28 de Julho de 2001.

A dimensão da “diferença” sob o olhar da filosofia - uma visão foucaultiana: uma manifestação (in)coerente do Ser Homem, da Lic. Anabela Fernandes Lopes, Mestrado em Filosofia (Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 31 de Maio de 2001.

No horizonte do estruturalismo: “Natureza” e “Cultura” ou o «encontro de águas onde elas de confundem», da Lic. Filomena Maria Duarte da Piedade Antunes, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 22 de Fevereiro de 2001.

A Utopia de Thomas More: uma invenção social, do Lic. Carlos Fernando Frazão Costa, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 29 de Novembro de 2000.

Utilitarismo e Liberdade: o pensamento de John Stuart Mill, da Lic. Célia Maria de Freitas Faria, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 16 de Novembro de 2000.

Direitos Humanos: Declarações, consensos e pluralidade, da Lic. Maria Arminda Rodrigues Alves de Sousa, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 6 de Setembro de 2000.

O Mundo sem Fundamentos: uma aproximação ao neopragmatismo e ao construtivismo através de Rorty, Maturana, Varela e Glasersfeld, do Lic. Francisco José Alves Teixeira, Mestrado em Filosofia Moderna e Contemporânea, no Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho, em 11 de Janeiro de 2000.

Do Estado liberal ao Estado-providência: o caminho da servidão ou o caminho da liberdade? Ensaio camparativo sobre a política económica de F.A.Hayek e G. Myrdal, da Lic. Idália Nazaré Gonçalves Dias, Mestrado em Estudos Económicos e Sociais, na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, em 22 de Fevereiro de 1999.

A filosofia da educação no positivismo evolucionista de Herbert Spencer, do Lic. António José de Oliveira Guedes, Mestrado em Filosofia da Educação, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 3 de Dezembro de 1998.

Princípios antropológicos para um novo humanismo, do Lic. Manuel de Jesus Gonçalves, Mestrado em Metafísica e Antropologia, na extensão do Funchal da Faculdade de Filosofia de Braga, cujas provas se realizaram em 20 de Março de 1998.

A máscara de Ousilhão (Vinhais): uma leitura antropológica e metafísica, da Lic. Sofia Adriana Araújo Maciel, Mestrado em Metafísica e Antropologia, na Faculdade de Filosofia de Braga, cujas provas se realizaram em 21 de Outubro de 1997.

Uma analítica da subjectividade: o sujeito na trama (Histoire de la Folie) de uma divisão, da Lic. Maria Lígia Martins Faria, Mestrado em Metafísica e Antropologia, na extensão do Funchal da Faculdade de Filosofia de Braga, em 18 de Janeiro de 1997.

Da “vontade de saber” à genealogia do sujeito ético: Foucault perante si mesmo, da Lic. Leontina da Silva Santos, Mestrado em Metafísica e Antropologia, na extensão do Funchal da Faculdade de Filosofia de Braga, em 17 de Janeiro de 1997.

A “ordem simbólica” em Lacan: da deriva dos significantes ao sujeito em deriva, da Lic. Agostinha Ramos Nóbrega, Mestrado em Metafísica e Antropologia, na extensão do Funchal da Faculdade de Filosofia de Braga, em 17 de Janeiro de 1997.

Totemismo e Racionalidade em Lévi-Strauss, do Lic. João Macedo Lourenço, Mestrado em Filosofia do Conhecimento e Espistemologia, na Faculdade de Filosofia de Braga, cujas provas se realizaram em 12 de Dezembro de 1996.

O Sujeito e o Poder em Michel Foucault, do Lic. Alfredo Ferreira Meireles, Mestrado em Filosofia do Conhecimento e Espistemologia, na Faculdade de Filosofia de Braga da Universidade Católica Portuguesa, cujas provas se realizaram em em 27 de Junho de 1996.

Emmanuel Mounier: o personalismo comunitário - Fundamentação antropológica da educação, da Lic. Aurora Domingues, Mestrado em Filosofia da Educação, na Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 20 de Julho de 1995.

Proudhon: justiça, democracia e demopedia, da Lic. Maria Teresa Ramos Roriz P. Sequeira Rodrigues, Mestrado em Filosofia da Educação, na Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 19 de Julho de 1994.

John Dewey: a educação como experiência democrática, da Lic. Maria do Rosário Gambôa Lopes de Carvalho, Mestrado em Filosofia da Educação, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 28 de Setembro de 1993.

Acção comunicativa e pedagogia em Jürgen Habermas, da Lic. Fátima Maria Bezerra Barbosa, Mestrado em Filosofia da Educação, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 16 de Outubro de 1992.

Linguagem, psicanálise e educação: uma perspectiva à luz da teoria lacaniana, do Lic. José Manuel Rodrigues Alves, Mestrado em Filosofia da Educação, Universidade do Minho, cujas provas se realizaram em 22 de Julho de 1992.