Virgínia da Conceição Soares Pereira

Edit

Contactos

Instituto de Letras e Ciências Humanas
Universidade do Minho
Campus de Gualtar
4710-057 Braga


E-mail: Erro: Browser não suporta Javascript


Categoria Profissional

Professora Associada


Actividade Profissional

Docente da Universidade do Minho, na área dos Estudos Clássicos.
Responsável pelo Grupo Disciplinar de Estudos Clássicos do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UMinho.


Qualificações Académicas

Doutoramento
Mestrado
Licenciatura


Áreas de Investigação de Interesse

Estudos Clássicos. Estudos latinos. Obra latina de André de Resende; Humanismo Português e Renascimento Europeu.


Projectos de Investigação

Participação na rede / Projecto de investigação inter-universitária intitulado “Edición y estudio de los Poetices Libri Septem de Júlio César Escaligero. Fuentes Clásicas y pervivencia”, projecto referenciado no Ministério de Educación y Ciência FFI2008 – 05882, de Espanha. Integram o projecto as Universidades de Granada, Lisboa, Aveiro, Minho e Universidade Católica Portuguesa (Braga, Faculdade de Filosofia).
Participação no Projecto sob o título de “Dioscórides e o Humanismo Português: Os Comentários de Amato Lusitano”, com a referência: PTDC / CLE – LLI / 101238 / 2008. Liderado por António Manuel Lopes Andrade (professor no Departamento de Línguas e Literaturas da Universidade de Aveiro). Aprovado em 2009.


Publicações

LIVROS

André de Resende, Carta a Bartolomeu de Quevedo. Introdução, texto latino, versão e notas de Virgínia Soares Pereira. Coimbra, Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, 1988. [publicação da tese de Mestrado, com pequenas alterações]

Plínio-o-Moço. Lisboa, Editorial Inquérito, Colecção “Vultos da Antiguidade”, Janeiro de 2000.

André de Resende, “Aegidius Scallabitanus” – Um diálogo sobre Fr. Gil de Santarém. Estudo introdutório, edição crítica, tradução e notas de Virgínia Soares Pereira. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e Tecnologia, Julho de 2000.

Virgínia Soares Pereira (org.), O além, a ética e a política. Em torno do Sonho de Cipião. Braga, Universidade do Minho, 2010.

Virgínia Soares Pereira e Ana Lúcia Curado (orgs.), A Antiguidade Clássica e nós; Herança e identidade cultural. Braga, Universidade do Minho, 2008.

Manuel Gama e Virgínia Soares Pereira (coords.), As Letras / Humanidades Presente e Futuro, Universidade do Minho, Instituto de Letras e Ciências Humanas, Centro de Estudos Humanísticos, 2004.

ARTIGOS

- "Sementes de frustração na Eneida": Humanitas 35-36 (1983-1984) 171-219. Novamente editado em: Walter de Sousa Medeiros, Carlos Ascenso André e Virgínia Soares Pereira, A Eneida em contraluz. Coimbra, Instituto de Estudos Clássicos, 1992, pp. 77-132.
- "Os Castelhanos segundo André de Resende": Diacrítica 1 (1986) 147-166.
- "Uma carta de André de Resende reconstituída": Humanitas 39-40(1987-1988)211-232.
- "A autoria de uma Vida de Fr. Gil de Santarém atribuída a Pedro Pais": Miscelânea de Estudos em honra do Prof. A. Costa Ramalho. Coimbra, Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade, I.N.I.C., 1992, pp. 351-364.
- "André de Resende e os Portugueses segundo Bartolomeu de Albornoz": Humanismo Português na época dos Descobrimentos. Congresso Internacional. Actas. Coimbra, Faculdade de Letras, 1993, pp. 91-107.
- "Constantes estilísticas no epistolário de Plínio-o-Moço": Actas do II Colóquio Clássico, organizado pelo Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro, nos dias 13 e 14 de Maio de 1997.
- "A celebração do dies natalis em Roma", in III Colóquio Clássico: Actas. Coordenação de J. M. Nunes Torrão. Aveiro, Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro, 1999, pp. 149-171.
- “A veia retórica de Inácio de Morais, ou os tons ovidianos de um infelix uates”, in Congresso A Retórica Greco-Latina e a sua Perenidade (Coimbra, 11-14 de Março, 1997). José Ribeiro Ferreira (Coord.). Porto, Edição da Fundação Engenheiro António de Almeida, 2000, II Vol., pp. 753-769.
- “Garrett, Fr. Luís de Sousa e Fr. Gil de Santarém”, in Veredas (Revista da Associação Internacional de Lusitanistas), 2 (Porto, 1999), pp. 107-125. Porto, Edição da Fundação Eng. António de Almeida.
- “Em torno da Arte de Gramática de Anchieta”, in Actas do Congresso Internacional “Anchieta em Coimbra – Colégio das Artes da Universidade (1548-1998)”, Fundação Eng. António de Almeida, Porto, 2000.
- “Frauenfiguren in der mittellateinischen Lyrik” (tradução alemã, da autoria do prof. Erwin Koller, do artigo “A figura feminina na lírica latina medieval”), in Frauenlieder – Cantigas de Amigo. Herausgegeben von Thomas Cramer, John Greenfield, Ingrid Kasten und Erwin Koller, Stuttgard, S. Hirzel Verlag, 2000, pp. 281-296.
- “Leituras da Antiguidade: Os dois Plínios de Júlio de Castilho”, in Ágora. Estudos Clássicos em Debate 3 (2001) 157-181.
- (Em co-autoria com Ana Amélia Amorim Carvalho) “Formação a Distância e Aprendizagem Colaborativa na WEB: O documento Sapere Aude”, in Bento Duarte da Silva e Leandro S. Almeida (Editores), ACTAS, VI Congresso Galaico-Português de Psicopedagogia, Braga, Universidade do Minho, Centro de Estudos em Educação e Psicologia, 2001, Volume I, pp. 287-294. Projecto financiado pela FCT com a referência POCTI/1999/CED/33691.
- “O chão de Pérgamo (Júlio de Castilho e a arte em Os dois Plínios)”, in De Augusto a Adriano. Actas de Colóquio de Literatura Latina. Lisboa, Euphrosyne, Centro de Estudos Clássicos, 2002, pp. 143-153.
- “As cartas-prefácio de André de Resende: retórica e mensagem”, in Congresso Internacional do Humanismo Português: Cataldo e André de Resende. Actas. Lisboa, Centro de Estudos Clássicos, 2002, pp. 275-293.
“Na Lusitânia com Mário de Carvalho (História, paródia e ironia em Quatrocentos mil sestércios e Um deus passeando pela brisa da tarde)”, in Veredas 5 (2002) 211-224.
- “Garrett, Fr. Luís de Sousa e Fr. Gil de Santarém”: Diacrítica (Revista do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho) 15 (2000) 213-233. [artigo já editado, com pequenas alterações, no vol. 2 de Veredas]
- “Problemas de crítica textual no Aegidius Scallabitanus de André de Resende”, in Diacrítica 17 / 1 (2003) 269 - 288.
- “Celebrando Portugal: Bruxelas, 1531, e o Genethliacon de André de Resende”, in Damião de Góis na Europa do Renascimento – Actas do Congresso Internacional. Braga, Publicações da Faculdade de Filosofia, Universidade Católica Portuguesa, 2003, pp. 879 – 902.
- “Aprendizagem do latim na Web”, in José Ribeiro Ferreira e Paula Barata (coords.), Som e Imagem no Ensino dos Estudos Clássicos, Coimbra, Instituto de Estudos Clássicos, 2003, pp. 207-219.
- “A apologia das Letras em Roma (Leituras de Cícero, Virgílio e Horácio)”, in Diacrítica, série “Filosofia e Cultura”, 18/2 (2004), 269-283.
- “Relato hagiográfico e memória clínica: afinidades na organização discursiva de André de Resende e Amato Lusitano”, in José A. Sánchez Marín y Mª. Nieves Muñoz Marín (eds.), Retórica, Poética y Géneros Literários, Granada, Universidad de Granada, 2004, pp. 289-312.
- “Cícero e a descoberta do túmulo de Arquimedes”, Boletim de Estudos Clássicos (do Instituto de Estudos Clássicos da Universidade de Coimbra), 44 (2005), 75-84.
- “André de Resende e o ensino do Latim: O De uerborum coniugatione e outros textos”, in Gramática e Humanismo, Actas do Colóquio de Homenagem a Amadeu Torres, Braga, Publicações da Faculdade de Filosofia, Universidade Católica Portuguesa, 2005, vol. II, pp. 141-155.
- “Plínio e a sombra tutelar de Cícero”, in Ágora 8 (2006) 79-104.
- “A Roma grega e a Grécia romana: Encontros e desencontros”, in VI Colóquio de Outono, Novos Cosmopolitismos, Identidades Híbridas, Braga, Universidade do Minho, Centro de Estudos Humanísticos, 2006, pp. 187-204.
- “A Torre de Augusto em um poema atribuído a André de Resende (B.N. Madrid, Ms. 3610, fol. 260r)”, in Humanitas 58 (2006) (volume de homenagem a Sebastião Tavares de Pinho, Prof. Catedrático da Fac. de Letras da Universidade de Coimbra), pp. 333-346.
- “Da caducidade dos impérios: O caso de Roma”, in Diacrítica (Filosofia e Cultura) 21/2 (2007) 275-300.
- “A arte do estilo na Poética de Escalígero: Para o estudo do Livro IV”, in Júlio César Escalígero, Ágora. Estudos Clássicos em Debate 9.1 (2007) 203-231.
- “A perenidade de Roma: Luzes e sombras”, in Otium et Negotium – As Antíteses na Antiguidade, Faro, Universidade do Algarve, Vega, 2007, 269-286.
- “Do Grego e do Latim como línguas de cultura”, in Latim – Língua de Cultura. Da Idade Média à actualidade. Actas. Homenagem ao Professor Doutor Américo da Costa Ramalho. Associação de Professores de Latim e Grego (APLG), Coimbra, 2008, pp. 69-83.
- “André de Resende e a correspondência com João Vaseu. I: A carta De aera Hispanorum”, in Algumas obras de André de Resende, vol. II (1529-1551), Edição, introdução e estudo de Manuel Cadafaz de Matos, Lisboa, Edições Távola Redonda, 2008, pp. 635-662 (com fac-símile nas pp. 625-634).
- “O poder da palavra e da censura em Roma”, in Ana Gabriela Macedo e Maria Eduarda Keating (Orgs.), Censura e Inter/dito. Braga, Universidade do Minho, Centro de Estudos Humanísticos, 2008, pp. 233-249.
- “A Sicília e a Cilícia na vida de Cícero”, in Espaços e paisagem. Antiguidade Clássica e Heranças Contemporâneas, Coordenação de Francisco de Oliveira, Cláudia Teixeira, Paula Barata Dias, Coimbra, Associação Portuguesa de Estudos Clássicos e Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, 2009, vol. I, pp. 121-129.
- “Hispani Omnes sumus? Os nacionalismos de André de Resende e Bartolomeu de Albornoz”, in Nair de Nazaré Castro Soares e Santiago López Moreda (Coords.), Génese e Consolidação da Ideia de Europa, IV, Coimbra, Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, 2009, pp. 257-274.
- “Como se o ornato de estilo contendesse com a religião!: André de Resende e a elegância estilística nos textos hagiográficos”, in Fernando Augusto Machado, Manuel Rosa Gonçalves Gama e José Marques Fernandes (Orgs.), Caminhos de Cultura em Portugal. Homenagem ao Professor Doutor Norberto Cunha, Ribeirão, Edições Húmus, 2009, pp. 397-413.
- “Inveja e emulação em Plínio-o-Moço”, in Belmiro Fernandes Pereira e Jorge Deserto (Orgs.) Symbolon II: Inveja e emulação, Porto, Edição da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2010, pp. 103-124.
- “Amigos e conterrâneos na vida político-social da Roma Antiga”, in Identidade e Cidadania: Da Antiguidade aos nossos dias, Porto, Papiro Editora, 2010, pp. 137-157.
- Verbete “André de Resende”, in Dicionário de Luís de Camões (Coordenação de Vítor Aguiar e Silva), Lisboa, Editorial Caminho, 2011, p. 841 (col.2) – 845.
- Verbete “Lusíadas”, in Dicionário de Luís de Camões (Coordenação de Vítor Aguiar e Silva), Lisboa, Editorial Caminho, 2011, p. 489 – 490.
- Verbete “Luso (Mito de)”, in Dicionário de Luís de Camões (Coordenação de Vítor Aguiar e Silva), Lisboa, Editorial Caminho, 2011, p. 529 – 530.
- Verbete “Tágides”, in Dicionário de Luís de Camões (Coordenação de Vítor Aguiar e Silva), Lisboa, Editorial Caminho, 2011, p. 917.
- “André de Resende e Jerónimo de Azambuja: Da interpretação dos textos mosaicos”, in Nair Castro Soares, Margarida Miranda, Carlota Miranda Urbano (Coord.), Homo Eloquens, Homo Politicus: A Retórica e a Construção da Cidade na Idade Média e no Renascimento, Coimbra, Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra, 2011, pp. 217-246.
- “Amato Lusitano: a propósito de uma breve nota resendiana”, Cadernos de Cultura Medicina na Beira Interior, da pré-história ao século XXI, Castelo Branco, 2012, pp. 78-80.
- “Cultura(s) de ontem, cultura(s) de hoje”, Forum (Revista do Conselho Cultural da Universidade do Minho), 2012, pp. 149-151.
- “Plantas de uso terapêutico e alimentar em Amato Lusitano e Diogo Pires”, in Humanismo, Diáspora e Ciência (séculos XVI e XVII). Universidade de Aveiro, Biblioteca Pública Municipal do Porto, Porto 2013, pp. 313-324.
- “‘Como dizia o outro’: A presença dos Clássicos em Mário de Carvalho”, in Maria de Fátima Silva e Tereza Virgínia Ribeiro Barbosa (Coords.), Ensaios sobre Mário de Carvalho. Coimbra, Imprensa da Universidade, 2013, pp. 201-214.
- “Quando o passado nos interpela: inquietações em Um deus passeando pela brisa da tarde de Mário de Carvalho”, in Voar Mais Alto, revista anual da Universidade Sénior das Antas.
- “Oblitus fatorum: memória e esquecimento na Eneida”, in Maria Cristina Pimentel e Paulo Farmhouse (org.), Vir bonus peritissimus aeque. Estudos de Homenagem a Arnaldo Espírito Santo. Lisboa, Centro de Estudos Clássicos, 2013.

RECENSÕES

IIRO KAYANTO, Classical and Christian Studies in the Latin Epitaphs of Medieval and Renaissance Rome. Annales Academiae Scientiarum Fennicae. Sarja - Ser. B Nide - Tom. 203. Suomalainem Tiedeakatemia. Helsinki 1980. - in Humanitas 31-32 (1979-1980) 335-337.
ANDRE DE RESENDE, Vincentius Leuita et Martyr. Reproduction en fac-similé de l'édition de Luís Rodrigues, Lisbonne, 1545. Introduction par José V. de Pina Martins. Braga, Barbosa & Xavier, Limitada, Editores, 1981. - in Humanitas 33-34 (1981-1982) 350-353.
[ANDRÉ DE RESENDE]Oração de André de Resende pronunciada no Colégio das Artes em 1551. Reprodução facsimilada, leitura moderna, tradução e notas de Gabriel de Paiva Domingues. "Acta Rediuiua, III". Coimbra, Biblioteca Geral da Universidade, 1982. - in Humanitas 35-36 (1983-1984) 488-492.
J. QUIÑONES MELGOZA, Ramillete neolatino: Europa - México, siglos XV-XVIII. Introducción, textos anotados y un copioso apéndice de (...). México, Universidad Nacional Autónoma de México, 1986. - in Humanitas 39-40 (1987-1988) 347-352.
LAURENTIVS VALLA, De reciprocatione ‘sui’ et ‘suus’. Édition critique avec une introduction et une traduction par Elisabet Sandström. Göteborg, Acta Vniuersitatis Gothoburgensis, 1998. XCVII + 91 pp. - in Humanitas, vol. LI (1999), pp. 412-414.
SANTIAGO GARCÍA-JALÓN DE LA LAMA, La gramática hebrea en Europa en el siglo XVI: Guía de lectura de las obras impresas. Salamanca, Publicaciones Universidad Pontificia de Salamanca, 1998. 206 pp. - in Humanitas, vol. LI (1999), pp. 409-412.
AMÉRICO DA COSTA RAMALHO, Para a História do Humanismo em Portugal (III). Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1998, 306 páginas. - in Diacrítica, vol. 15 (2000), pp. 436-440.
AMÉRICO DA COSTA RAMALHO, Para a História do Humanismo em Portugal (IV). Lisboa, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2000, 370 páginas. - in Diacrítica, vol. 16 (2001), pp. 456-458.
JOÃO DE SANTARÉM (BICLARENSE), Crónica. Edição crítica e introdução de Carmen Cardelle de Hartmann. Comentário histórico de Roger Collins. Lisboa, Edições Colibri, Colecção “Obras Clássicas da Literatura Portuguesa / Literatura Medieval”, 2002. – pp. 1-184. - in Diacrítica 17 / 1 (2003) 431 - 433.
MARTIN L. WEST, Crítica Textual e Técnica Editorial (aplicável a textos gregos e latinos). Tradução de António Manuel Ribeiro Rebelo. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Colecção “Manuais Universitários”, 2002. – pp. 1-211. - in Diacrítica 17 / 1 (2003) 433 - 434.
HOMERO, Odisseia. Tradução de Frederico Lourenço. Lisboa, Livros Cotovia, 2003, e VERGÍLIO, Eneida. Tradução de Professores de Clássicas da Fac. de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, Bertrand Editora, 2003 – recensão conjunta publicada em Diacrítica, 17/3 (2003), 357-361.
PROPÉRCIO, Elegias. Tradução portuguesa de Aires A. Nascimento, Maria Cristina Pimentel, Paulo F. Alberto e J. A. Segurado e Campos. Assis – Lisboa, Accademia Properziana del Subasio – Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de letras, 2002. – recensão publicada em Diacrítica,17/3 (2003), 361-363.
AURÉLIO PÉREZ JIMÉNEZ (ed.), Astronomia y Astrologia de los orígenes al Renacimiento. Madrid, Ediciones Clásicas, 1992, VIII + 262 pp. - Recensão publicada em Boletim de Estudos Clássicos, Coimbra, 42 (Dezembro 2004).
JOSÉ RIBEIRO FERREIRA e ALBINO URBANO, Os Estudiosos. Coimbra, Faculdade de Letras, 2004. Apresentação do livro publicada em Boletim de Estudos Clássicos, Coimbra, 42 (Dezembro 2004).
CRISTINA DE SOUSA PIMENTEL, DELFIM F. LEÃO E JOSÉ LUÍS L. BRANDÃO (Coords.), “Toto notus in orbe Martialis”. Celebração de Marcial 1900 anos após a sua morte. Coordenação de Coimbra – Lisboa, Universidade Coimbra, Instituto de Estudos Clássicos e Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos, Universidade de Lisboa, Departamento de Estudos Clássicos e Centro de Estudos Clássicos, 2004. 327 pp. – in Diacrítica 18/18. 3 (2005), pp. 365-366.
AURELIO PÉREZ JIMÉNEZ, JOSÉ RIBEIRO FERREIRA E MARIA DO CÉU FIALHO (Coords), O Retrato e a Biografia como estratégia de teorização política. Coimbra – Málaga, Imprensa da Universidade de Coimbra – Universidad de Málaga, 2004. 287 pp. – in Diacrítica 18/18. 3 (2005), pp. 367-370.
CATALDO PARÍSIO SÍCULO, Epístolas, II Parte. Fixação do texto latino, tradução, prefácio e notas de Américo da Costa Ramalho e de Augusta Fernanda Oliveira e Silva. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005. 293 p. – in Diacrítica 19.2 (Série Filosofia e Cultura) (2005) 397-398.
ANTÓNIO MARIA MARTINS MELO, Teatro Jesuítico em Portugal no séc. XVI. A Tragicomédia Iosephus do P.e Luís da Cruz, S. J., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2004. 561 p. – in Diacrítica 19.2 (Série Filosofia e Cultura) (2005) 399-400.
AIRES PEREIRA DO COUTO, Inácio de Morais. Percurso biográfico e literário de um Humanista de Quinhentos, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2004. 680 p. – in Diacrítica 19.2 (Série Filosofia e Cultura) (2005) 401-402.
RAUL MIGUEL ROSADO FERNANDES, Em busca das raízes do Ocidente, vols. I e II, Lisboa, Alcalá, 2006 - in Diacrítica 20.2 (Série Filosofia e Cultura) (2006) 280-283.
CÍCERO, Tratado da República. Tradução do latim, introdução e notas de Francisco de Oliveira. Círculo de Leitores / Temas e Debates, colecção ‘Clássicos da Política’, 2008. 319 p. – in Diacrítica 22.2 (Série Filosofia e Cultura) (2008) 352-355.
ALGUMAS OBRAS DE ANDRÉ DE RESENDE, VOL. II (1529-1551). In honorem Dr. Miguel Pinto de Meneses – II. Edição, introdução e estudo de Manuel Cadafaz de Matos. Fac-símile de cinco edições quinhentistas impressas do humanista eborense. Com leitura diplomática e versão portuguesa actualizada por R. M. Rosado Fernandes, António Guimarães Pinto, Virgínia Soares Pereira, António Jorge da Silva, Américo da Costa Ramalho e José da Silva Terra. Lisboa, Edições Távola Redonda, Centro de Estudos de História do Livro e da Edição (C.E.H.L.E.) – XVI, s.d. – 685 p. - In Ágora. Estudos Clássicos em Debate 11 (2009) 236-241.
Os Classica Digitalia Vniversitatis Conimbrigensis, uma biblioteca on-line. - In Diacrítica 24.2 (Série Filosofia e Cultura) (2010) pp. 465-469.
CATALDO PARÍSIO SÍCULO, Epístolas, I Parte. Fixação do texto latino, tradução, prefácio e notas de Américo da Costa Ramalho e de Augusta Fernanda Oliveira e Silva. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2010. 699 p.- In Diacrítica 24.2 (Série Filosofia e Cultura) (2010), pp. 471-474.
Revisitar os Saberes. Referências clássicas na cultura portuguesa do Renascimento à época moderna. Coordenação de Inês de Ornellas e Castro & Vanda Anastácio. Lisboa, Centro de Estudos Clássicos, 2010. 264 pp. - In Diacrítica 24.2 (Série Filosofia e Cultura) (2010), pp. 475-480.

José Ribeiro Ferreira, Luísa N. Ferreira (Orgs.), As Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Fontes, fantasias e reconstituições. Lisboa, Edições 70, 2009, 271 pp., ISBN: 978-972-44-1566-6.
- In Humanitas, vol. LXIII (2011) 709-719.
Recensão 2 a Classica Digitalia - Vniversitatis Conimbrigensis - In Diacrítica 25.2 (Série Filosofia e Cultura) (2011) 279-281.
Andrés Pociña Pérez y Jesús Maria García González, Em Grecia Y Roma, III: Mujeres reales y fictícias. Granada, Universidad de Granada, 2009; 566 páginas. ISBN: 978-84-338-5067-6. - In Diacrítica 25.2 (Série Filosofia e Cultura) (2011) 282-285.
LUÍS DA CRUZ, Teatro, tomo II: Vida Humana. Edição crítica e estabelecimento do texto latino por Sebastião Tavares de Pinho e Manuel José de Sousa Barbosa. Introdução, tradução e notas de Manuel José de Sousa Barbosa. “Portugaliae Monumenta Neolatina”, vol. XII. Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011. 506 pp. - In Euphrosyne XL, 2012, 479-481.
BELMIRO FERNANDES PEREIRA, Retórica e Eloquência em Portugal na época do Renascimento. Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2012, pp. 988. ISBN: 978-972-27-1971-1. - In Diacrítica 26/2, 2012, pp. 578-581.







Outros Dados

Diretora do Departamento de Estudos Portugueses e Lusófonos (do Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho);
Presidente do Centro de Estudos Lusíadas, uma Unidade Cultural da Universidade do Minho;
Responsável pelo Grupo Disciplinar de Estudos Clássicos do Departamento de Estudos Portugueses e Lusófonos do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UM.